Contribuições da Psicoterapia Corporal para o Tratamento da Depressão

Luan Sales de Alencar, Périsson Dantas do Nascimento

Resumo


Resumo: O Transtorno depressivo tornou se uma das psicopatologias que mais trazem incapacitação no cenário contemporâneo, o seu diagnóstico vem crescendo com frequência e por isso seus sintomas e tratamento tornaram-se uma questão de saúde pública. Diante disso este estudo tem como objetivo, compreender o transtorno depressivo além dos sintomas, utilizando a visão das psicoterapias corporais sobre essa psicopatologia em termos diagnósticos, como também demonstrar como essas abordagens conseguem estabelecer estratégias de tratamento. Esta pesquisa é de caráter qualitativo, na qual buscou- se através da revisão bibliográfica a partir de artigos e livros que abordem o tema proposto. De acordo com a literatura, a compreensão diagnóstica do transtorno depressivo está voltada para um entendimento de defesas de caráter muito primárias no desenvolvimento, ligadas a questões esquizoides e orais; Com isso o manejo terapêutico do transtorno depressivo, está além do tratamento sintomático, está na compreensão caracteriológica e das couraças de cada indivíduo. É importante permitir o processo de fala e autoexpressão, de contato com corpo, com a sua própria energia, assim como a busca da conscientização das defesas psíquicas, a aceitação dos sentimentos, e a elaboração da espiritualidade na busca do movimento natural e prazeroso em direção á vida.   

 

Palavras- Chave: Depressão, Psicoterapia Corporal, Psicossomática.


Texto completo:

PDF

Referências


BLAS E, KURUP AS. Equity, social determinants and public health programmes. Geneva: WHO; 2010.

GOMES, Giselle. Depressão, o contraste do prazer na visão da psicologia corporal. 2011. 45f. Trabalho de conclusão de curso (Especialização em psicologia corporal). Centro Reichiano, Curitiba, 2011.

HOLMES, David S. Psicologia dos Transtornos Mentais. 2ªed. Porto Alegre: Artmed, 2007.

LOWEN, A. Bioenergética. São Paulo: Summus, 1982.

________. O corpo em Depressão: As bases Biológicas da Fé e da Realidade. São Paulo: Summus, 3ªed. 1983.

________. O corpo em Terapia: a abordagem bioenergética. São Paulo: Summus, 1977.

LOWEN, A; LOWEN, L. Exercícios de Bioenergética. O caminho para uma saúde vibrante. São Paulo: Ágora, 1985.

MÁXIMO, G.C. Aspectos Sociodemográficos da Depressão e Utilização de Serviços de Saúde no Brasil. 2010.181f. Tese de Doutorado apresentada (curso de Pós-Graduação em Demografia do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional.) – Universidade de Minas Gerais, 2010.

NAVARRO, F. Somatopsicodinâmica: Sistemática reichiana da patologia e da clínica médica. São Paulo: Summus, 1995a.

_________. Caracterologia pós- reichiana. São Paulo; Summus, 1995b.

_________. Metodologia da Vegetoterapia. São Paulo: Summus, 1996.

OLIVEIRA, M. B. A depressão sob a ótica da psicoterapia corporal. 2010.48f. Trabalho de conclusão do curso (especialização em psicologia corporal). Centro Reichiano, Curitiba, 2010.

ORGANIZAÇAO MUNDIAL DE SAÚDE. Relatório sobre a saúde no mundo 2001: Saúde mental: nova concepção, nova esperança. Genebra, 2001.

PIZZANI et al. A arte da pesquisa bibliográfica na busca do conhecimento. Rev. Dig. Bibl. Ci. Info. Campinas, v.10, n.1, p.53-66. 2012. Disponível em:< https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rdbci/article/view/1896/pdf_28>. Acesso em: 09. Abril. 2018.

REICH, W. Analisis del Caracter. Buenos Aires: Paidós, 1957.

________. A função do Orgasmo. São Paulo: Summus, 1985.

TREINTA et al. Metodologia de pesquisa bibliográfica com a utilização de método multicritério de apoio à decisão. Produção, v.20, n.10, 2012. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/prod/2013nahead/aop_prod0312.pdf>. Acesso em 09. Abril. 2018.

VOLPATO, L.R.R. Transtorno de Humor –Depressão- na visão da Psicologia Corporal. In: Intercâmbio das Psicoterapias. São Paulo: Roca, 2011. cap. 39, p360-365.

VOLPI, J. H. A prática da vegetoterapia. In: Volpi, J.H.; VOLPI, S.M. Revista Psicologia Corporal. Curitiba: Centro Reichiano, 2003, vol.3, pp31-38.

VOLPI, J.H; VOLPI, S.M. Reich: Da vegetoterapia a descoberta da energia orgone. Curitiba: Centro Reichiano, 2003.

VOLPI, J.H. O paciente depressivo sob a ótica da psicologia corporal. Curitiba: Centro reichiano, 2005.

SERRANO, X. La Vegetoterapia Caracteroanalítica de la Depressão. Rev. Energía, Caráter y Sociedade. Vol.5, nº 1 y 2. Valencia, 1987.

TONELLA, G. La depression d’origine orale. Handbuch der körperpsychotherapie. p. 768-775, Schattauer,2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.