De corpo e alma: a Análise Bioenergética na promoção da saúde do paciente oncológico

Adriano de Sousa Barros, Silvana Maria Oliveira

Resumo


O rompimento com a visão dualista de tradição cartesiana mente-corpo, associado à superação do modelo biomédico de saúde como ausência de doença, nos ajuda a trazer o sujeito da patologia para o centro do processo, valorizando-o como indivíduo para além do quadro sintomatológico. Nesta perspectiva, entender a psicodinâmica do paciente oncológico auxilia no trato mais humanizado, na medida em que tal quadro o afeta nas dimensões física, psíquica e social. Os estudos de Reich e outros pesquisadores (Edwing e Foque; Peller e Greene; Iker e Schmale) apontam uma interação profunda entre estados psíquicos e o surgimento do câncer como: contração respiratória ocorrida via resignação caracteriológica que afeta o funcionamento vital, a presença de sentimentos como desesperança ou vivência patológica da perda (morte ou separação), abandono, culpa, solidão, condenação, repressão de sentimentos e distresse (Leschan). A partir desse contexto, o presente trabalho visa discutir as contribuições da Análise Bioenergética no auxílio ao paciente oncológico, no que se refere ao tratamento de comorbidades como a depressão, no auxílio à autoestima e no desbloqueio de tensões afetivo-musculares que podem piorar o quadro. Nesse sentido, a proposta de uma intervenção em grupo que permita um espaço de trocas simbólicas ligadas ao quadro de sofrimento psíquico compartilhado, agregada ao trabalho psicocorporal, utilizando-se os Exercícios de Bioenergética desenvolvidos por Lowen e os Exercícios de Liberação do Trauma de Berceli,que entram como importante ferramenta de desbloqueio das contrações vegetativas, melhoramento da respiração e favorecimento do grounding no enfrentamento da doença,  proporciona a redução da ansiedade e dos sintomas do tratamento agressivo da quimioterapia e da radioterapia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.