Atenção biopsicossocial a pessoas com Hipertensão no SUS

Alexandre Franca Barreto, Anne Crystie da Silva Miranda, Lourivan Batista de Sousa, Hortência Oliveira Lima

Resumo


Este artigo compartilha uma experiência de pesquisa-intervenção de cuidados ofertados a pessoas com hipertensão arterial no Sistema Único de Saúde – SUS – através do Grupo de Movimento. Para tal, fazemos algumas reflexões epidemiológicas sobre as doenças crônicas não transmissíveis – DCNT –, em particular a hipertensão arterial e seus cuidados no SUS, contextualizando-a em nossa compressão biopsicossocial. Ademais, introduzimos a psicologia corporal, através das contribuições pioneiras de Reich e Lowen, para uma leitura biopsicossocial da saúde; enfatizamos alguns aspectos teóricos e metodológicos do Grupo de Movimento como uma tecnologia de cuidado integral, em diálogo com a saúde coletiva, e; retratamos os aspectos éticos e metodológicos do nosso trabalho, seguidos de depoimentos acerca dos benefícios alcançados pela população assistida e suas análises à luz da teoria. Por fim, tecemos algumas recomendações de uso desta tecnologia, bem como algumas considerações sobre os desafios da intervenção integral em psicologia no contexto da saúde coletiva.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.