Análise Bioenergética: Uma Revisão Integrativa dos Aportes Teóricos e das Metodologias de Investigação Utilizadas no Campo

Alexandre Franca Barreto, Any Caroliny Alves de Souza, Ana Carolina Pereira Eugênio, Jorge Francisco Sandro Souza Silva, Yasmin Karla de Araújo Oliveira

Resumo


A Análise Bioenergética (AB) pode ser compreendida como uma teoria da personalidade e da técnica no campo da psicologia clínica, que inclui o trabalho corporal, por entender que mente e corpo são uma unidade (LOWEN, 2007). Nosso estudo teve o objetivo de analisar os aportes teóricos, metodológicos e temas de interesse da AB na atualidade. Utilizamos como método a Revisão Integrativa (RI) por ser uma “estratégia que possibilita sintetizar achados provenientes de estudos primários desenvolvidos mediante desenhos diversos e requer análise de dados realizada de forma rigorosa” (Soares et.al., 2014, p.336). De acordo com Oliveira, Silva e Rolim (2013), os trabalhos de revisão da literatura geralmente resultam em uma excelente contribuição, pois ampliam os conceitos, analisando determinado aspecto de um campo. A seleção de material da pesquisa ficou delimitado ao período dos últimos dez anos (2008 – 2017). Definimos quatro descritores para realizarmos buscas por publicações nos principais portais de bases de dados na área da saúde e psicologia a partir do Portal de Periódicos da CAPES. Os descritores foram: “Somatic Psychology”; “Body Psychoterapy”; “Bioenergetic Analysis” e “Alexander Lowen”. Somando todos os materiais selecionados, excluindo as repetições e as produções que não se enquadravam nos critérios pré-estabelecidos do estudo, ficamos com um total de 26 produções científicas para análise. Até o presente momento, foram analisados 16 estudos (11 artigos, 3 teses de doutorado e 2 dissertações). Em relação aos aportes teóricos, podemos ver preliminarmente os estudos da AB apresentam influências do campo da psicanálise e das neurociências - requisitadas para fundamentar aspectos conceituais e práticos do trabalho clínico. No âmbito da metodologia, as pesquisas bibliográficas apareceram como método mais recorrente, também estiveram presentes os estudos de caráter interventivo e clínico, tipo estudo de caso e pré-experimentais com avaliações de grupo pré e pós-intervenção. As áreas de estudo da AB nas produções se dividiram predominantemente em Saúde e Educação. A maioria dos trabalhos (11) tem foco na prática clínica e suas dimensões terapêuticas. Outros se referem à aplicabilidade da AB na educação (2) e seus benefícios no desenvolvimento da aprendizagem e a formação de professores. Foi também possível observar contribuições da AB para as outras abordagens terapêuticas como a “Psicoterapia Respiratória”; a “Dança-Movimento Terapia” e a “Psicoterapia Corporal focada no afeto”. Ainda há um vasto caminho a percorrer no estudo em questão, estes dados são apenas resultados preliminares. Nossa próxima etapa será realizar uma análise dos estudos publicados no “The Clinical Journal of Bioenergetic Analysis”. Esperamos, com este trabalho, ampliar o debate acerca da Análise Bioenergética.

 

Palavras-chave: Análise Bioenergétiva. Aportes teóricos. Revisão Integrativa.


Texto completo:

PDF

Referências


LOWEN, A. Uma vida para o corpo. São Paulo: Summus, 2007.

OLIVEIRA, G.F.; SILVA, R.C.A. e ROLIM, S.G. Análise Bioenergética: uma revisão sistemática da literatura. Revista de Psicologia. vol.7, n.20, p. 75-96, jul., 2013.

SOARES, C.B.; HOGA, L.A.K.; PEDUZZI, M.; SANGALETI, C.; YONEKURA, T.; SILVA, D.R.A.D. Revisão Integrativa: conceitos e métodos utilizados em enfermagem. Rev. Esc. Enfermagem USP. São Paulo, v.02, n.48, p.335-45, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.